Mundo Sombrio - Um Fórum Assustador E Real - Entre Se Tiver Coragem

O Mundo Sombrio está de volta, dessa vez em Blog, visite: http://mundosombrioculto.blogspot.com.br

O Mundo Sombrio Tem Um Conteúdo Assustador E Real - Entre Se Tiver Coragem

Estatísticas

Os nossos membros postaram um total de 2426 mensagens em 1888 assuntos

Temos 473 usuários registrados

O último usuário registrado atende pelo nome de MarshaWag

Últimos assuntos

» Medusa
Qui Mar 26, 2015 9:56 pm por tifanysangrenta

» Topico Criado Para Membros Novos
Sab Jul 12, 2014 11:35 pm por † Maurício †

» Como fazer O JOGO DO COPO
Seg Jun 30, 2014 1:14 pm por John Doe

» Livro: A ilusão de Lilith
Qua Jun 11, 2014 10:34 am por SECRET LOBA BRANCA

» A Lenda da Estatua.
Dom Jun 08, 2014 6:52 pm por SECRET LOBA BRANCA

» Olá :D
Sex Jun 06, 2014 12:25 pm por † Maurício †

» Apresentações - Como Tudo Começou e Muito Mais
Dom Jun 01, 2014 8:55 am por † Maurício †

» As 7 Profecias Maias
Sex Maio 30, 2014 4:31 am por † Maurício †

» Oi
Seg Fev 24, 2014 9:04 pm por † Maurício †

Quem está conectado

2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum


O recorde de usuários online foi de 1036 em Qui Set 18, 2014 3:25 pm

Parceiros


Técnica para Ver os Mortos

Compartilhe
avatar
Shammash Ha Chayim

Mensagens : 1
Pontos : 8008
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/07/2013

default Técnica para Ver os Mortos

Mensagem por Shammash Ha Chayim em Sab Jul 27, 2013 10:58 pm

Boa noite,

Muitas pessoas tentam contactar os mortos e falham, outras conseguem, mas de forma inconsistente e, finalmente, outras são dotadas de capacidades naturais que lhes permitem fazer este contacto sem dificuldades.
Há muitas formas despretensiosas de chamar os mortos, desde o jogo do copo, até à variação OUIJA, entre muitas outras. Uma coisa é contactar, outra coisa é ver. São coisas distintas.
É possível, para uma pessoa que não possua capacidades psíquicas ver um ser desencarnado se o souber fazer.
Não vou apresentar uma técnica cabalística de evocação. São ocultas e o que é para ser oculto só pode ser partilhado, deixando de ser oculto, mediante determinadas circunstâncias.
Esta técnica apresenta elementos curiosos que um estudioso de Cabala pode encontrar. Fora dos círculos Judaicos a Kabbalah é pouco conhecida e aqueles que pensam que a conhecem escrevem tremendos disparates, muito divulgados sobre ela. Mas isso são outros assuntos. 
  
Tirei esta técnica das minhas notas, muitas pessoas perguntam-me como ver os mortos. Escrevi isto há muitos anos e na altura pensava de maneira diferente. Bom, fica aqui.
Sejam cuidadosos com isto. Vejo que gostam de paranormal hard core e não de "florinhas da luz violeta..."
Esta técnica é real e perigosa. Se sofrerem de problemas de saúde, não façam isto. Se tiverem distúrbios psicológicos, não façam isto. Isto deve ser feito quando precisam MESMO se falar com alguém ou para registo sério de resultados. Creio firmemente na reencarnação, desta forma, escolham um espírito recém falecido, ou que tenha fama de estar ligado a algo ou alguém. Não chamem nem bloody marys, nem esse tipo de parvoíces. Se forem necromantes, ou aspirantes a isso, sabem que devem fazer um estudo da pessoa que querem chamar, devem conhecer quem era, os seus hábitos etc. Podem acrescentar ofertas dessas. Não façam batota e façam EXACTAMENTE o que está escrito.
Isto funciona para qualquer pessoa, mesmo que não tenha poderes ou habilidades psíquicas, a intensidade da experiência varia, obviamente, com o "psiquismo" e sensibilidade de cada um. Até à data não há uma única pessoa que não tenha tido uma experiência, a maioria delas quebrou o véu entre vivos e mortos e saiu disto uma pessoa diferente.
Mais uma vez: isto não é para curiosos.

Aqui fica:

Apontamentos fundamentais 1999. (Toledo España)


Técnica infalível para ver um falecido.


Estudar bem quem é a pessoa a chamar. Saber o que fazia, do que gostava, comno viveu, inclusivamente alguns pormenores como qual era a sua comida favorita, quais eram os seus passatempos etc. Entre na vida da pessoa, saiba bastante sobre ela.

Obtenha um objecto que ela goste, ou algo que a atraisse. Se tiver acessoa a um objecto dela, como uma aliança de casamento, ou uma camisa, ou cinto favorito, adquira-o. Pague sem regatear preço, se for o caso.


Criar um pequeno altar, ou mesa de representação a esta pessoa:

Nele deve constar:

Uma toalha branca que o tapará

Uma foto do morto a evocar.

Uma vela branca ou uma lamparina de azeite.

Um copo com água benta, ou consagrada.

Três Cravos frescos.

Um lenço negro dobrado em 3.


A foto deve ser central, a vela deve arder do lado direito, as flores devem estar ao lado esquerdo e o lenço deve estar diante da foto.

Todos os dias, de manhã, ao fim da tarde e à noite, deve ser feita a seguinte oração:

“Pelo poder dos que passaram, eu abro esta passagem. Chamo-te até mim, para que me ouças nessa margem. Do além de chamo, do além te convoco, virás até à minha presença, pois por Deus eu te evoco.” (Nome da pessoa 9 x) Te chamo pelo Nome Adonai Elohim. Vem! Vem! Vem!

Sempre que se faz esta oração, olha-se bem fundo nos olhos da foto e deseja-se que as palavras passem para o outro lado da vida: a morte. Antes da oração, o evocador deve estar em contemplação da foto cerca de 5 minutos, chamando repartidamente o nome do morto a convocar. Os olhos devem fixar a foto SEMPRE.

FAZER ESTE PASSO 33 DIAS. Não 32, nem 34: 33.


Na última semana da operação, o evocador deve fazer preparar um aposento somente para esta operação.

Faça uma sala simples, para a qual transferirá o altar, se já não o tiver feito. Nesta última semana envolva o objecto pessoal no pano preto sobre o altar e faça a oração 5 vezes por dia. Converse com a fotografia até sentir que ela quase o ouve.


A véspera do dia da Operação



Deste dia até à operação, o operador NÃO PODE DORMIR, NEM SEQUER DORMITAR. Não pode abusar do café. Sendo que Não poderá tomar nenhum quando faltarem sete horas para a operação e de aí em diante.

De manhã encher um balde negro novo com água que deve ser de rio ou nascente.

Fechar o balde na sala. Que nessa sala não brilhe o sol até à operação ser terminada.




Para além das orações, chamar 231 vezes o nome da pessoa a contactar, dizendo:




(Fulano ou fulana) quero falar contigo. Vem até a mim, escuta o meu chamado. Vem até mim e larga o que estás a fazer. Chamo-te e dou-te a luz que tanto precisas.




1- Escrever nome em folha negra com tinta branca.

2- Fazer círculo com terra de cemitério. 2M de diâmetro.

3- Preparar atempadamente toda a sala, no que diga respeito a dispor os objectos.




Todas as preparações devem ser feitas até sete horas antes da operação.




A Operação.


A operação deve ser feita durante a noite e o restante da casa deve estar em silêncio. NEM UMA LUZ ELECTRICA PODE ESTAR ACESA. TODAS AS TORNEIRAS TÊM QUE ESTAR FECHADAS E NÃO PODE CIRCULAR ÁGUA.




Retirar-se na sala onde decorre a operação. Orar, ou ler trechos do livro da religião do morto. De hora a hora, fitar o balde durante dez minutos. Não esperar ver nada. Se algo aparecer, ignorar.

Comer pouco e comida ligeira.




Acender 7 velas brancas em volta do círculo até ao chamamento. Durante o chamamento apagam-se 6 e fica uma só.




Para estar com o morto, coloca-se o balde dentro do círculo, para ver o morto sem estar com ele, coloca-se o balde fora do círculo.




Sentar em frente ao balde e olhar para ele deixando desfocar a visão:




Olhar para o balde sem pensar em nada, nem chamar nada durante 10 minutos aprox.

Começar a chamar, primeiro na mente, depois em sussurro e depois em voz audível.

Fazer estas séries de 3 até aparecer o morto.

O Chamamento não pode ser decorado, deve ser uma frase concreta, onde se chama a pessoa tipo ladaínha.


O operador vai estar muito cansado durante este processo. É isso que se pretende.

Chame! Olhe para o balde e esteja atento ao ambiente que o rodeia. Se a temperatura descer e se sentir arrepios de frio, é bom sinal. Chame sempre.




Pode demorar um minuto, uma hora, ou um dia inteiro, mas ele virá. O balde pode ser substituido por um Espelho Negro para os que puderem ter um, por uma bacia larga e esmaltada a preto. Os mais audazes podem evocar com incenso e um triangulo de manifestação. Porém, aconselho a serem simples:

Isto sempre se fez com um balde grande e fundo e nunca falhou. Muitas vezes os mortos aparecem ali, diante da pessoa. É muito frequente ouvir a voz deles a chamar o nome do evocador, etc. Há um sem número de relatos, todos eles interessantes.

Dicas:

Sente-se MUITO CONFORTAVELMENTE quando chama o morto. MAS NÃO DURMA.

Olhe para o balde de forma a que veja o seu interior todo escuro com o menor número de reflexos possíveis.




Esta técnica de necromancia, NUNCA FALHOU.

Só um perfeito descrente que esteja a brincar com ela ou desejando que ela falhe, não terá sucesso. Até à data não fui informado de casos.




Para esses desgraçados que não acreditam, nem querem acreditar, tenho uma boa variante para eles. Vão levar porrada até terem desejado acreditar de nascença!




Variante:

Ganhar acesso a um cemitério durante a noite: Dica: ser generoso com o vigilante, numa aldeia, o coveiro, geralmente é o vigilante.




Fazer tudo isto num cemitério e chamar no nome da pessoa o Senhor das Encruzilhadas.

Obter uma representação para por em vez da foto. Nos trinta dias somente se diz em vez das orações:




“Senhor das Encruzilhadas, representante do Mal, te chamo do abismo onde vives par te desafiar e te dar uma lição de humildade.”

O círculo faz-se com sangue de cordeiro e no balde deita na água o sangue de uma pomba branca morta. Como são descrentes, o melhor que têm a fazer é pensar que os primeiros ruídos que ouvirem, são uma partida da imaginação. Então, cuspam no balde e trocem bem de tudo isto.

Fica à vossa responsabilidade e critério. Esta técnica tem que ser realizada em absoluta solidão, num cemitério recôndito onde esteja alguém sepultado cuja morte tenha sido violenta.




Não vale a pena escrever e dizer que não aconteceu nada, porque só não acontece a quem não fizer. Não podem usar camaras, apenas registos discretos de som. O além raramente se deixa filmar. Isto é um prazer, para ter a sós.

O último palerma que fez isto a gozar, que eu soubesse, acabou no hospital de Macedo de Cavaleiros, há cerca de 15 anos.




Para que REALMENTE quer usar esta técnica, não a variante. Bom sucesso! Estejam de perfeita saúde antes de fazerem isto, leiam algo sobre Magia defensiva e sobre o que fazer se uma evocação correr mal.

Nota: esta técnica não é para principiantes. Façam-na à vossa responsabilidade. É uma técnica perigosa e só deve ser usada por ocultistas experientes.



Espero que façam bom uso disto. No Judaísmo pouco se trabalha com este tipo de práticas por serem proibidas, mas isso é a religião para os que a observam de uma forma ortodoxa. Um talmudista é uma coisa, um Cabalista é alguém bem diferente. E um Cabalista nunca actua fora da Mindframe judaica, o que não significa que observe as regras talmúdicas de letra morta com patetices como "não cortar as unhas durante o dia  de Shabbat. Infelizmente, muitos autores publicam coisas erradas sobre Cabala, correctamente Kabbalah, sendo alguns muito conhecidos. Na Kabbalah, não se procura trabalhar com espíritos de humanos desencarnados, mas o cabalista sabe trabalhar com todas as forças de todas as esferas.
Um parágrafo final, ainda sobre a prática:
Sejam cuidadosos, não sejam adolescentes a brincar com uma arma. Esta prática é perigosa e real, não vão acontecer somente barulhinhos e estalar de madeira... Na Altura que escrevi isto tinha 26 anos, já lá vai muito tempo. Estejam cientes se querem mesmo fazer isto. Ver um espírito é mais impactante do que parece. Bom, avisos feitos.

Shalom Ub' Baracha. L'hitraot.

Shammash Ha-Chayim

.
avatar
† Maurício †
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Mensagens : 1934
Pontos : 16470
Reputação : 11
Data de inscrição : 27/11/2011

default Re: Técnica para Ver os Mortos

Mensagem por † Maurício † em Dom Jul 28, 2013 2:03 pm

 Wow, post completo, parabéns!  lol! 

    Data/hora atual: Sex Dez 15, 2017 6:44 pm