Mundo Sombrio - Um Fórum Assustador E Real - Entre Se Tiver Coragem

O Mundo Sombrio está de volta, dessa vez em Blog, visite: http://mundosombrioculto.blogspot.com.br

O Mundo Sombrio Tem Um Conteúdo Assustador E Real - Entre Se Tiver Coragem

Estatísticas

Os nossos membros postaram um total de 2426 mensagens em 1888 assuntos

Temos 473 usuários registrados

O último usuário registrado atende pelo nome de MarshaWag

Últimos assuntos

» Medusa
Qui Mar 26, 2015 9:56 pm por tifanysangrenta

» Topico Criado Para Membros Novos
Sab Jul 12, 2014 11:35 pm por † Maurício †

» Como fazer O JOGO DO COPO
Seg Jun 30, 2014 1:14 pm por John Doe

» Livro: A ilusão de Lilith
Qua Jun 11, 2014 10:34 am por SECRET LOBA BRANCA

» A Lenda da Estatua.
Dom Jun 08, 2014 6:52 pm por SECRET LOBA BRANCA

» Olá :D
Sex Jun 06, 2014 12:25 pm por † Maurício †

» Apresentações - Como Tudo Começou e Muito Mais
Dom Jun 01, 2014 8:55 am por † Maurício †

» As 7 Profecias Maias
Sex Maio 30, 2014 4:31 am por † Maurício †

» Oi
Seg Fev 24, 2014 9:04 pm por † Maurício †

Quem está conectado

3 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 3 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum


O recorde de usuários online foi de 1036 em Qui Set 18, 2014 3:25 pm

Parceiros


A PROMESSA NÃO CUMPRIDA

Compartilhe
avatar
ninfa.bebe.azul
MEDIUM
MEDIUM

Mensagens : 64
Pontos : 11401
Reputação : 6
Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 87
Localização : São Paulo

default A PROMESSA NÃO CUMPRIDA

Mensagem por ninfa.bebe.azul em Ter Nov 29, 2011 6:40 pm

Em uma dessas rodas de conversa, típicas para aterrorizar crianças, meu avô nos contou o seguinte caso....
Havia ele mudado para um sitio em uma cidade vizinha, sítio esse que ninguém conseguia morar mais de sete dias, pois contava o povo da cidade que era mal assombrado.
Meu avô com a coragem de sempre e não dando bola aos comentários populares, pois não acreditava em fantasmas, mudou-se mesmo assim causando terror e desconfiança ao povo da pacata cidade.
Durante a mudança, meu avô questionou o único homem que teve coragem de ajudar na mudança, que por acaso era seu compadre há alguns anos. O que realmente acontecia ali, e ouviu o seguinte relato...
Todas as noites antes da meia noite, do alto do carreador (Carreador, é uma estrada de terra que vem até a porteira (portões) da casa, aparece um pequeno lampião que flutua no espaço e que ao chegar a porteira do mangueirão (lugar onde o gado é preso, um curral) da casa some como por encanto. Meu avô deu de ombros, dizendo que aquilo era loucura, e que todos tinham era medo de morar ali, seu compadre então lhe lançou o seguinte desafio, ficarem os dois naquela mesma noite de vigia em cima do mangueirão esperando o tal lampião aparecer, o que meu avô não se fazendo de rogado, aceitou prontamente.
Na hora marcada, os dois estavam a postos, quando ao longe conseguiram ver a pequena luz do lampião vindo em suas direções, o medo era seu principal sentimento naquele momento, o terror, tomou conta dos dois, que permaneciam ali silenciosos, esperando o inevitável.
Foi quando viram junto ao lampião duas pequenas meninas, cada uma segurando de um lado, meu avô ficou fascinado e totalmente surpreso, pois as meninas eram loiras, lindas com seus cabelos feitos tranças e amarrados com lindas fitas, parecendo verdadeiros anjos, vestidas de branco, como vindas do céu.
Meu avô não agüentando a curiosidade, desceu da porteira se colocando na frente delas, elas pararam olhando para ele com ternura, ao que ele perguntou: - Porque vocês assustam a todos que aqui moram? O que vocês querem? Porque ficam segurando esse lampião sempre próximo a meia noite?
A essa altura seu compadre totalmente petrificado, não conseguia formular nenhum pensamento, pois simplesmente não acreditava no que via naquela noite.
Mostrando calma, as meninas contaram o seguinte ao meu avô: Que há muito tempo elas moraram ali na mesma casa, mas que por causa de uma doença que as acometeu, sua mãe fez uma promessa a Nossa Senhora Aparecida, que caso as duas fossem salvas da morte, sua mãe as levaria até a basílica, colocando aos pés da santa, 12 fitas, cada uma de uma cor, e cada uma com um metro de altura, pois era exatamente o tamanho delas. Porém infelizmente a morte foi inevitável, e sua mãe revoltada com Deus, morreu sem cumprir a promessa que havia feito a nossa senhora. Que até aquele momento não haviam conseguido paz, pois enquanto a promessa de sua mãe não fosse cumprida, nem elas (anjos) e nem sua mãe haveriam de ter paz para descansar... E que o lampião representava a luz que elas vinham buscando para salvar sua mãe.
Meu avô com lágrimas nos olhos olhando aqueles dois pequenos seres, não pensou duas vezes, prometeu que ele mesmo iria até a basílica cumprir a promessa da mãe delas, para que as três almas tivessem a paz que buscavam.
Ao terminar de prometer isso a elas, como por enquanto sumiram de suas vistas, deixando meu avô e seu compadre ali, petrificados com tudo que ouviram.
Na mesma semana a promessa foi cumprida pelos dois, fizeram exatamente o que as meninas haviam pedido, e voltaram para suas casas com o sabor de um dever cumprido.
Porém, como não podia deixar de ser, naquela mesma noite, meu avô deitado na varanda da sala, olhando para o carreador, viu o que ele acreditava que jamais veria novamente, o velho e assustador lampião vindo na direção da porteira, sem acreditar no que estava vendo meu avô levantou de pronto, e foi até ela para ver o que achava que era impossível, pois acreditava que não houvesse feito nada de errado, para que o lampião volta-se a aparecer.
Meu avô tinha o coração descompassado nesse momento, as batidas ecoavam em seus ouvidos, de maneira perturbadora... Porém tudo passou ao avistar as duas belas meninas novamente, sorrindo para ele, iluminadas como dois raios de luar.
Meu avô sentindo uma forte emoção, se ajoelhou, em agradecimento a Deus, por tão bela visão, ao que ouviu: - Obrigada por ter cumprido a promessa de nossa mãe, seremos eternamente gratas a você pois nos devolveu a paz, que há muito buscamos!
E sob forte emoção, viu em sua frente às duas meninas se transformarem em duas pequenas pombas brancas e voarem para o céu, até que suas luzes desapareceram completamente de seus olhos.
Jamais após esse dia o velho lampião foi visto novamente. E meu avô morou e contou esse caso durante muitos anos de sua vida.

FONTE: CONTOS E CAUSOS DE FAMÍLIA

    Data/hora atual: Qui Jan 18, 2018 7:08 am